Páginas

sexta-feira, 20 de maio de 2011

CAPÍTULO 16 - O homem do jogo

Já se fazia tarde... O tempo com o Fábio passava a correr! Já tinha de ir embora, infelizmente. Entrámos no carro.

- Podes deixar-me onde me foste buscar. - disse eu.
- Vou deixar-te em casa, para me certificar que chegas bem.
- Mas...
- Mas, não quero saber. Vou deixar-te em casa. - disse ele num tom protector e carinhoso olhando para mim com um olhar que me vez vibrar.

Chegámos à porta da minha casa, onde ele parou o carro para que eu saísse. Olhei em toda a volta e dei-lhe um beijo de despedida muito rápido.

- Obrigado!
- Obrigado de quê? - perguntou ele.
- Por me teres deixado à porta, e por estares a arriscar...
- Arriscava se não te viesse deixar aqui. Quero ver-te a entrar para ter a certeza de que ficas bem.

Sorri. Ele retribuiu.

- Então até amanhã. - disse eu.
- Até amanhã.

Abri a porta, olhei para ele, e preparava-me para fechá-la.

- Katyanne...
- Diz.
- Gostei muito de estar contigo.
- Eu também.

Ele sorriu-me novamente, e eu fiz o mesmo.
Fechei a porta e dirigi-me à minha casa. Ele ficou parado à espera que eu entrasse.

- Cheguei.
- Então vadia, por onde andaste? - perguntou o meu irmão.
- Lá está o cusquinho a querer saber!
- Tem a ver com o que eu estou a pensar?
- Sim, tem! Olha, amanhã queres ir ver o jogo?
- Claro, vamos os três. - disse ele referindo-se à Joana.

Mandei mensagem ao Fábio, dizendo que ia ao jogo com o Hugo e a Joana, e assim combinámos tudo para que eu pudesse ir buscar os bilhetes.

Já era Domingo, e estava na hora do jogo. O estádio estava cheio! Não tinha tido tempo de estar com o Fábio antes do jogo, mas ele sabia o sítio onde eu iria estar, perto do relvado.
Quando entrou no campo, notei que me procurava, mas não conseguiu encontrar-me.
Entretanto o jogo começou, e aos 38 minutos a outra equipa marcou um golo. Eu estava super nervosa, pois queria muito que o meu Benfica ganhasse!
Depois do intervalo, surge um golo do David Luiz, aos 63 minutos, o que nos deu imensa esperança! Eu pensei de imediato que o Fábio tinha de marcar o próximo golo e dar a vitória ao Benfica... Mas já só havia um minuto para o fazer! Eu estava deveras nervosa... O árbitro deu então, 3 minutos de compensação. Era agora ou nunca. O Fábio posiciona-se pertíssimo do lugar onde eu estava sentada e eu gritei "Vai Fábio!". Inexplicavelmente, ele conseguiu ouvir e olhou para mim. Ao ver que era eu sorriu, e continuou a jogar, tentando concentrar-se. De repente, consegue tirar a bola ao adversário, e corre o mais que pode. Aproxima-se da baliza, posiciona-se correctamente, remata e... goloooo !!!
Saltei e gritei! Estava super feliz! Ele veio a correr festejar o golo, olhando para mim, com uma enorme alegria no rosto. Nos últimos minutos do jogo tinha conseguido dar a vitória ao Benfica!!!

- O meu Fábio é o maior! - disse eu ao Hugo e à Ju.
- Aqui a tua melhor amiga gosta mais do Javi Garcia! - disse o Hugo num tom ciumento.
- Fogo Hugo pára com isso! Eu não disse nada de mal, gosto de o ver a jogar... - disse a Joana.
- Ei, pombinhos, o que se passa aqui? Deixem-se de coisas, o nosso Benfica ganhou!

Entretanto saímos do estádio. Gostava imenso de poder ir ter com o Fábio, mas sabia que não podia. Fui para casa, e mandei-lhe um sms, esperando que ele respondesse assim que pudesse.

Para: Fábio Coentrão :$
" Foste o homem do jogo :P És o maior, tens de dar-me a tua camisola, ahahah :)
 Fizeste um grande jogo, deves estar cansadinho. Quando puderes manda msg, sim? Beijinhos :) "

Fui deitar-me e adormeci...

5 comentários:

  1. fantastico... agora tou curiosa para ver a resposta do dele a sms...

    quero mais...

    continua...

    ResponderEliminar
  2. qe lindo :D
    o Hugo tá cm ciumes do Javi? ahahah
    beijinhoos

    ResponderEliminar
  3. NOVA FANFIC - http://theotherplan-alex.blogspot.com/ - DIVULGA, POR FAVOR.

    BEIJOCAS

    ResponderEliminar