Páginas

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

CAPÍTULO 1 - A noite que marcou o início

"Can we pretend that airplanes in the night sky are like shooting stars. I could really use a wish right now, a wish right now, a wish right now..."


- Humm, logo agora que eu estava a dormir tão bem...- esperguiçei-me e atendi o telemóvel.- Estou?
- Estou baby, ainda estavas a dormir? - era a Joana, a minha melhor amiga.
- Achas? Claro que não dona Joana!
- Desculpa, mas tinha de ser. Era para saber se logo queres ir ao Dreams.
- Quem vai? - perguntei.
- Vou eu, por isso tens de vir, obrigatoriamente.
- Ahah tonta. Não sei se me apetece. - disse-lhe a brincar.
- Eu sei que sim!
- Está bem. Passa aqui por volta das oito, jantas cá, depois arranjamo-nos até fazer tempo para irmos.
- Ok meu amor, vá agora podes continuar a dormir. Beijinho, amo-te.
- Me too. - coloquei o telemóvel na mesa de cabeceira e continuei a dormir.


Voltei a acordar por volta da uma e um quarto da tarde. Não fiz grande coisa durante o dia, nem sequer saí de casa. Eram sete e meia, fui tomar um banho. Entretanto os meus pais chegaram do trabalho, e pouco tempo depois ouvi a Joana bater à porta.


- Mãe, podes ir lá abrir se fazes favor? Já deve ser a Ju.


A minha mãe foi abrir a porta enquanto eu estava no quarto a vestir uma t-shirt e umas calças de fato de treino só para ir jantar.


- Olá Katte.
- Olá Ju. Vamos, o comer já deve estar pronto.


Fomos para a mesa, comemos a lasanha que a minha mãe tinha preparado e de seguida fomos preparar-nos. Dirigimo-nos ao meu quarto para escolher a roupa. Ela já tinha algumas roupas dela cá em casa. Estávamos em Fevereiro. Depois de muitas indecisões e hesitações, escolhi algo simples:




De seguida fomos tratar dos penteados.

 
Chegámos ao Dreams, não estava lá muita gente. Começou a tocar uma música que adorávamos, e fomos dançar, com toda a gente a aplaudir formando uma roda à nossa volta. O DJ mudou a música, e começou a dar uma que eu nunca tinha ouvido antes. Era um som que entrava pelos meus ouvidos e que me fazia querer dançar sem parar.

Nesse preciso momento entram uns rapazes que chamam a atenção de algumas pessoas lá presentes. Era o David Luiz, o Roberto, o Rúben Amorim, o Fábio Coentrão, entre outros jogadores do Benfica. Só reparei neles quando os vi na roda, a dançarem ao som da música, mas concentrados a verem-me dançar. Quando a música parou, fui para a mesa, e deixei de os ver. 

3 comentários:

  1. muito bom...

    quero mais...

    acabas-te na melhor parte...

    agora tou super curiosa...

    posta mais hoje, por favor...

    continua...

    ResponderEliminar
  2. Bem, já comecei e agora vai ser sem parar, este primeiro já promete, depois comento no ultimo a falar de tudo portanto, beijinhos ;*

    ResponderEliminar